Buscar

Onde você deixou a sua felicidade?

Sabia que muitas coisas que abandonamos ao longo da nossa vida, nos afastam da nossa felicidade?


Podemos ter um sonho quando criança e aí quando crescemos, alguém diz que esse sonho não tem pé e nem cabeça e a gente desiste, deixa pra lá, pra pensar no mundo "real", no que precisamos fazer para ter estabilidade.


E não é porque um sonho não vai ser nossa profissão, não vamos viver disso, que precisamos deixar de lado, a sua felicidade não é feita do que te dá dinheiro, é feita do que te dá prazer, do que te faz bem.


Esses desenhos eu fazia quando tinha meus 9 anos até uns 15, gostava muito de desenhar e queria ser estilista.


Não preciso nem dizer que não aconteceu, né?! Meus pais não permitiram que eu investisse em um futuro tão incerto assim (uma loucura, eles pensavam).


E como mudei minhas opções de formação, eu também abandonei o hábito de desenhar, a paixão que eu tinha por desenhos, só porque não seria mais a minha profissão.


E muitas pessoas fazem isso, quando mudam de opção na carreira, abandonam algumas atividades que lhes davam prazer, que lhes fazia bem. Enterram junto com o que seria a sua profissão. Parece algo que, se eu não vou ganhar dinheiro com isso, não tem porque gastar o tempo que eu já não tenho.


Segundo uma pesquisa feita que saiu na revista Exame, mostrou que o dinheiro ajuda na felicidade até um certo ponto, depois disso, o valor que a pessoa ganha já não influencia tanto assim. Então como você vai ser feliz no trabalho, na vida, se abandonar as coisas que são importantes pra você?


Eu sempre guardei os meus desenhos com muito carinho, mesmo tendo parado de desenhar e revisando algumas coisas, vi que a paixão por desenho está aqui em algum lugar, ainda gosto de desenhar umas coisinhas no caderno, gosto de olhar as criações do meu irmão no Photoshop e no AutoCad...


E eu decidi colocar o desenho de novo na minha vida, como um hobby, como algo que me faz bem, me faz feliz e que não precise me trazer retorno financeiro, vai trazer retorno de sentido.


Muitas vezes o seu propósito não vai estar em grandes coisas, fora do comum, ele vai estar resgatar quem você é, pra que você encontre o que você gosta de fazer, o trabalho ideal pra você e nesse caminho, você tenha atividades no trabalho e fora dele que te completam, pra que você viva a vida que deseja.


Me conta, qual a atividade que você gosta de fazer, mas que por algum motivo você abandonou no caminho? Ela pode estar guardando o trabalho que você realmente nasceu pra fazer.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo