Buscar

Não seja como a ana!


Certo dia, Ana começou a ter crises de mal humor e uma rotina que não agradava ela em nada. Ana acorda todo dia às 06:30 da manhã, se arruma correndo, toma um café correndo (quando dá) e sai correndo pra não chegar atrasada no trabalho. Lá, a Ana desenvolve atividades padrões, tem suas tarefas diárias e seu chefe acha que é apenas obrigação dela desenvolver as atividades, pois é pra isso.


No começo, Ana até gostava do que fazia, queria se sentir útil e reconhecida pelo seu trabalho, acreditava que poderia contribuir com a empresa. Com o passar do tempo, ela viu que a sua opinião não era pedida, tinha muitas ideias que não podia compartilhar e que não eram levadas em conta. Ana começou a ficar chateada, estressada e irritada com isso. Todos os dias tinha tarefas definidas pra fazer, tinha um processo a seguir e que não podia desviar, estava quase um robô nas suas atividades, não precisava mais nem pensar quase. Que saco, às vezes ela pensava.


Com esse dia estressante, sem poder usar o que tinha aprendido em suas formações, sem contribuir para melhorar nas suas atividades, Ana chega em cansada, não para nem para ouvir o que a sua família quer contar sobre o dia. Toma um banho pra tentar relaxar um pouco, janta e sua distração, é assistir o Jornal Nacional e em seguida a novela das 21h.

Assim é sua semana inteira, até sexta-feira, o único dia em que tem mais animação, que coloca um sorriso no rosto, pois AINDA BEM, ela trabalha só de segunda a sexta, isso é um alívio.


A semana tem 7 dias e a Ana, se acostumou a viver apenas 3 deles, de segunda a quinta, ela apenas sobrevive a cada dia. Mas você acha que a Ana aproveita mesmo esses 3 dias?

Que nada, ela passa a sexta reclamando e contando as horas pra ir embora, no sábado, ela dorme até mais tarde e às vezes sai. E o domingo? NÃO! Domingo não é dia de sair para Ana, pois no outro dia tem que ir trabalhar, então é melhor descansar. E quando começa o Fantástico? Ai que dor, que angústia lembrar que daqui a pouco tem que dormir para começar a terrível segunda-feira.


Ana está cada dia mais triste, mais irritada, não vê nenhum sentido no seu trabalho, fica contando os dias pro final de semana, a próxima contagem, é a do pagamento. O dia mais feliz do mês, que ela receber e pagar contas, no outro dia já não tem mais dinheiro na conta. E porque a Ana não tem dinheiro? Porque ela compra, acha que o consumismo vai tapar o buraco da insatisfação. Só que não, né Ana? Cada dia tem mais contas e com isso, só resta continuar nesse trabalho, que é uma bosta, pra poder ao menos pagar as contas.

A vida da Ana não tá legal, ela quer mudar, mas não sabe como fazer isso. Já tá no piloto automático, só tentando sobreviver a cada dia. Mas pensa bem, a Ana só tem essa vida, será que vale mesmo, viver todos os dias assim? 


Irritada, estressada, sem dinheiro, sem motivação, sem poder fazer um exercício físico e assim, sem qualidade de vida, sem tempo para a família, sem NADA? Apenas trabalhando para pagar as contas?


Eu acredito que a Ana pode mudar de vida! E você?


Você está sendo que nem a Ana e QUER MUDAR?


Eu posso te ajudar a sair desse buraco! Acesse aqui para deixar de ser Ana ➡️http://bit.ly/queromudarminhacarreira

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo